Guia de sobrevivência

Informações úteis nunca são demais, portanto reforço aqui dicas realmente importantes para quem vem para a Austrália como intercambista.

dolar-australianoDinheiro – O custo de vida é muito alto (principalmente em Melbourne e Sydney) e, para se precaver contra apuros, traga uma boa quantia de dólares australianos em dinheiro vivo e “travel money card“. Cartões de crédito também são uma boa ideia. Na Austrália, as lojas aceitam as bandeiras Visa e Master tranquilamente, mas atente aos limites e aos custos das operações de compras no exterior.

Pessoas – Os australianos em geral são reservados (especialmente se compararmos aos brasileiros) e não fazem muitas perguntas sobre sua vida, país de origem, etc. Apesar dessa impressão de “frieza”, são atenciosos e gostam de ajudar as pessoas. Se você precisar de informações, com certeza eles estarão prontos para lhe auxiliar. Além disso, herdaram a pontualidade dos britânicos, por isso não se atrase para nenhum encontro, mesmo que não seja tão importante.

Perigo – Os bairros mais distantes do centro têm pouca iluminação. Tome cuidado ao voltar para casa após às 18h quando já começa a escurecer. Em Melbourne também há mendigos que, além de causar alguns transtornos, podem lhe abordar e pedir dinheiro com veemência (se é que me entendem).

Outro perigo bem comum na Austrália são os animais venenosos, como as aranhas (se você for morar em uma casa, de seis em seis meses você precisa passar um veneno específico para evitar que elas visitem o seu lar). Há ainda as cobras (que podem ser encontradas em parques) e os tubarões (nas praias).

Comida – Em breve pretendo fazer uma matéria com mais informações sobre a comida, mas o que você precisa saber é que a Austrália não tem nenhuma “comida típica”. Aquele negócio de “Outback” é puro marketing, porque ninguém por aqui tem “por hábito” ou “tradição” comer costelas ao molho barbecue. O que se vê por aqui é uma grande diversidade de culinária do mundo todo como italiana, grega, libanesa, indiana, francesa e até brasileira (neste último caso, só copiam os pratos, porque o verdadeiro gosto da nossa comida eu ainda não encontrei por aqui).

Clima – Em Melbourne o clima muda a toda hora. É provável que você tenha que levar seu guarda-chuva para um passeio na praia e quase posso dizer para você levar biquíni nas montanhas gélidas do estado de Victoria. O tempo daqui é tão louco que as pessoas andam com mochilas para carregar as jaquetas que talvez possam utilizar durante o dia. O vento também é constante e forte. Há cerca de quatro meses caíram, pela ação da ventania, um outdoor e um muro alto, vitimando três estudantes estrangeiros.

transporte-melbourneTransporte – Somos obrigados a comprar o cartão “Myki” para utilizar o trem, o bonde (tram) e o ônibus. O valor de ida e volta são sete dólares (AU$ 3,50 para ir e AU$ 3,50 para voltar), mas muitas pessoas não passam o cartão porque o único meio de controle são os fiscais que de vez em quando fazem vistorias com uma máquina para checar se você pagou o transporte daquele dia ou não. O risco de tentar dar o calote é uma multa de 200 dólares e problemas para renovar o visto.

Leis – Algumas leis são bem estranhas para nós. Sabemos que não é civilizado colocar os pés nos assentos do transporte coletivo, mas aqui o tal ato pode acarretar uma multa de 200 dólares. O uso do celular enquanto se dirige um automóvel é proibido na maioria dos países, mas aqui essa proibição é absoluta e rigorosíssima. Não se pode utilizar o celular nem que seja apenas pelo GPS em um semáforo fechado. A multa é amarga: 360 dólares. Os pedestres também podem ser advertidos – não por usar o celular –  mas por atravessar fora da faixa de segurança, por exemplo. Uma outra lei que deveria ser seguida por todos os países (especialmente o Brasil) é a que pune com multa rigorosa o motorista ou passageiro que jogar lixo na estrada ou na rua.

Ruas – A Austrália adota a “mão inglesa” de trânsito. Ou seja, pelo lado esquerdo da via é o jeito certo de se dirigir por aqui. Nas estradas, para lembrar deste “detalhe”, há placas por todo o caminho: “Na Austrália dirigimos do lado esquerdo”.

restaurante-australiaTrabalho – Não é tão fácil encontrar emprego em Melbourne como nós pensamos quando estamos no Brasil, principalmente se você estiver procurando na sua área. As vagas mais comuns para os intercambistas são de serviços como garçom, barman, copeiro e empregado de limpeza, embora também não seja fácil encontrá-los. Mais para frente farei uma matéria com os links de sites onde podem ser encontradas as vagas e mais detalhes da minha experiência nessa busca.

Acomodação – Não são impossíveis de ser encontradas, mas demandam busca e persistência, especialmente se você procura economizar. Nesse caso, o melhor a se fazer é ser indicado por uma pessoa de confiança para visitar os apartamentos e casas, pois a maioria das acomodações baratas vêm com indesejados inquilinos (que roncam durante a noite ou que brigam durante o dia…), além de poder se deparar desavisadamente com quartos superlotados.

Entretenimento – Na Austrália são comuns os churrascos entre amigos, embora as carnes não sejam linguiça, alcatra, picanha, etc. e sim salsichão, hambúrguer e coisas do gênero. Os estudantes também podem aproveitar a promoção do cinema que ocorre toda terça-feira.

Cultura – A mistura de raças e povos é tão comum que fica até difícil de encontrar os australianos. É mais fácil ouvir espanhol e chinês nas ruas de Melbourne do que inglês. E com o tempo você vai descobrir que os italianos falam muito mesmo, até com as portas (que têm ouvidos) e que os coreanos adoram comer a comida dos seus colegas na hora dos intervalos escolares.

Língua – Algumas palavras são escritas de forma diferente da americana e a pronuncia é quase a mesma. Por exemplo:
Mãe: mom (americano); mum (australiano)
Cor: color (americano); colour (australiano)
Sabor: flavor (americano); flavour (australiano)
Vizinho: neighbor (americano); neighbour (australiano)
Centro: center (americano); centre (australiano)

futebol-australianoEsporte – Melbourne é conhecida por abrigar grandes eventos desportivos, entre eles a Formula 1 Australian Grand Prix e a corrida de cavalos Melbourne Cup. Os australianos também apreciam o cricket e o footy (veja mais neste post).

Informações – O Melbourne Visitor Information Centre possui mapas e guias gratuitos de atividades que ocorrem periodicamente pela cidade. Os funcionários podem ajudar na escolha e na reserva de hotéis.

Ao longo da minha estadia por aqui farei matérias sobre alguns itens citados acima com mais detalhes, mas creio que estas informações pontuais auxiliam na visão geral de quem pensa em vir para a Austrália.

Quaisquer dúvidas podem ser enviadas pelos comentários abaixo, que acompanho e terei o maior prazer em responder.

Advertisements

6 thoughts on “Guia de sobrevivência

  1. Tenho uma certa fobia de Aranhas, estou querendo ir para Melbourne daqui a 2 anos com a minha filha que estará com 7 anos. Dá pra ficar tranquilo?

    • Olá, Carvalho. Eu morei em apartamento o que, de certa forma, inibe o aparecimento de aranhas, porém, mesmo morando por quase um ano em Melbourne, andando de lá pra cá, eu não vi nenhuma aranha. Depende de qual área você irá morar (se tiver muitos jardins por exemplo). Espero ter lhe ajudado.

  2. Olá novamente.
    kkkk
    Sobre o valor que devemos levar para nos manter lá. Quanto mais ou menos você acha necessário levar para se manter até conseguir um emprego em Melbourne?
    Sei que o governo australiano fala para levarmos o equivalente a AU$ 1.500, por mês, mas gostaria de saber quanto de fato precisamos.

    Desde já, obrigado.

    • Sinceramente, depende muito de onde você irá morar, em qual mercado você fará suas compras e assim por diante. A média do que eu gastava era cerca de AU$ 800,00 por mês. Eu não tinha gastos com transporte porque morava no centro de Melbourne. Esse valor não está incluso o preço da escola porque quitei antes mesmo de viajar. Abraço!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s