Custo de mercado – compras de alimentos

custo-de-vida-melbourneUm dos maiores custos quando se mora fora da casa dos pais é a compra de mantimentos. Estou passando por isso aqui em Melbourne, e resolvi dividir mais esta experiência neste blog.

É claro que nem tudo pode ser comparado com o Brasil, já que a variedade de produtos e mesmo os hábitos alimentares é muito diferente por aqui. Por exemplo, no Brasil é natural comermos arroz, feijão, carne e salada quase todos os dias, já na Austrália o feijão é difícil de ser encontrado e cada um substitui da forma que quiser. Portanto fiz uma comparação entre os preços dos produtos que compramos corriqueiramente no Brasil e que são encontrados aqui na Austrália.

Os preços são uma média, pois utilizei os valores do Walmart em maio deste ano (quando ainda estava no Brasil) comparados aos do mercado australiano Coles e do Woolworths (onde podem ser comprados os frios – presunto, queijo, etc. por quilo) no final de setembro.

Se confrontarmos os preços em reais com os valores em dólares australianos, a maioria dos itens não tem tanta diferença. Obviamente tudo depende da qualidade de cada produto e temos que levar em conta que a maioria das marcas de produtos similares são diferentes entre os países.

É claro que, até que o intercambista consiga um emprego que lhe pague na moeda local, usar os dólares que comprou no Brasil sempre será mau negócio, já que eles valem mais que o dobro do real. E temos que pensar que na Austrália também ganha-se mais, por isso o custo de vida é visto de forma diferenciada.

O comparativo de preços está na lista abaixo, mas aqui vão alguns destaques sobre o tema:

1 – O café, por exemplo, é possível encontrar mais barato, mas em quantidade menor, de qualidade inferior e não em pó, mas em grãos.

2 – Já o pão francês estava na minha lista inicial, mas não foi possível comparar já que quase não se encontra este tipo de pão. Aqui quase todo mundo compra pão de forma (que pode ser encontrado por AU$ 1,00 o pacote ).

3 – O leite light e o integral não diferem de preço como no Brasil.

4 – A maioria dos estudantes não tem dinheiro para comprar muita coisa, portanto, compramos um queijo parecido com um polenguinho que custa AU$ 3,00 e vem com 24 fatias embaladas uma a uma (um desperdício de material e malefício para natureza, não?). Com relação ao presunto, compramos embalagem de 400 gramas por AU$ 5,00.

BRASIL AUSTRÁLIA
     
Data: 5/2013 PREÇO Data: 9/2013
PRODUTOS Em Reais Em Dólares* (Por Kg. Lt. Un.)
Arroz Agulha – Tipo 1 R$ 2,40 $2,29 kg.
Carne de Vaca R$ 19,80 $11,00 kg.
Carne de Frango R$ 11,98 $14,50 kg.
Óleo de Soja
R$ 3,38 $2,25 Un.
Azeite
R$ 11,68 $5,89 Un.
Salsicha R$ 5,30 $5,49 Un.
Presunto Magro Fatiado R$ 17,28 $15,98 kg.
Queijo Fatiado R$ 16,99 $13,99 kg.
Café em Pó
R$ 7,48 $17,00 Un.
Leite Integral R$ 2,08 $0,99 Lt.
Achocolatado em pó
R$ 7,47 $5,73 Un.
Farinha de trigo R$ 4,98 $1,99 kg.
Açúcar Refinado R$ 1,47 $1,50 kg.
Sal Refinado R$ 1,58 $1,09 kg.
Cenoura R$ 3,98 $1,20 kg.
Pepino R$ 3,78 $2,98 kg.
Alface Lisa R$ 1,98 $2,48 Un.
Brócolis R$ 5,48 $3,98 Un.
Mamão R$ 2,44 $3,98 kg.
Laranja Pera R$ 1,38 $2,98 kg.
Banana Prata R$ 3,98 $2,90 kg.
Maçã R$ 3,94 $2,00 kg.
Total R$ 140,83 $122,19
* ) Dólar Australiano R$ 1,00 = $ 2,06
Advertisements

3 thoughts on “Custo de mercado – compras de alimentos

  1. Olá! Eu e meu namorado estamos pretendendo (se tudo der certo) ir para Melbourne em fevereiro. Vamos passar 1 ano estudando. Adorei seu blog, pois mostra a realidade do dia a dia. Até agora tudo o que encontrei foram informações turísticas em relação a Australia, mas não consegui contato com ninguém que realmente já foi viver essa experiência! Obrigada pela ajuda, mesmo que indiretamente! Fiquei com muita vontade de também criar um blog para contar o meu dia a dia, mesmo que seja só para a família/amigos. Confesso que me deu um medo em relação ao que você escreveu sobre a busca de empregos, pois o que realmente queremos, mesmo que demore um mês, é conseguir nos sustentarmos. Enfim, muito legal! Quem sabe temos a oportunidade de conversar fora do blog!

    • Calliandra, no que for possível lhe ajudar estarei à disposição. Se quiser saber de alguma coisa que ainda não escrevi, pode sugerir que talvez mais pessoas queiram saber. Montar um blog é uma boa maneira de recordar os dias que vivemos fora do país. Já encontrar emprego é relativo, em fevereiro provavelmente será mais fácil do que quando cheguei (junho) porque era inverno e as pessoas não queriam sair de casa para ir aos restaurantes, ou seja, sem clientes não tem emprego. Vamos nos falando. Abraço!

      • Olá, Deise! Fiquei curiosa sobre como encontrou apartamento… Mas vi que você irá postar em breve! Sobre o blog, vou tentar fazer sim, pois adoro escrever e sei que é uma maneira legal de guardarmos essas recordações e também de os familiares e amigos saberem melhor o que está acontecendo! Quanto estiver confirmado que iremos (ainda falta a confirmação do meu curso), podemos conversar melhor. Até então não havia encontrado ninguém que foi para Melbourne… E só pesquisar na internet acaba sendo meio “surreal”, pois muito do que está na internet não é o que acontece de verdade. É bom poder ter algum contato, mesmo que mínimo, com alguém que esteja vivendo na cidade em que provavelmente vamos morar… Obrigada pela atenção e um abraço!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s