20 bizarrices australianas

Não são apenas os lugares turísticos que fazem da Austrália um país único, mas também a atitude dos australianos. Algumas coisas já foram mencionadas nesse blog, mas ainda valem a pena serem comentadas.

Todos os itens aqui listados são baseados em minhas experiências e de amigos que convivo, portanto, essas são as nossas percepções que temos do cotidiano australiano.

coca-cola-australia1 – A começar pela saudação dos australianos. Assim que você chega a qualquer lugar (restaurante, banco ou hotel) é recebido com “How ar yá, mate?” (“how are you, mate?”) É difícil de entender de primeira, mas o “como vai você, amigo?” é tão comum que logo fica fácil de falar exatamente igual.

2 – Os australianos não falam outra língua que não a inglesa (embora estudem na escola, mas esquecem). Eles não acham necessário aprender um idioma diferente se a principal língua no mundo é o inglês. Pelo que vi até agora, em quase um ano vivendo em Melbourne, apenas os professores de língua tentam aprender outro idioma e mesmo assim não são fluentes.

3 – A falta de vontade de ter uma profissão que precise de formação específica é outra opção bem comum por aqui. Os australianos não precisam frequentar o ensino superior para ganhar um bom salário, pois a desigualdade salarial é baixa e eles sentem que é desnecessário pagar anos de faculdade para ganhar quase a mesma coisa em um serviço que não precise de formação.

4 – No entanto, detalhes a que os brasileiros não dão importância podem valer muito, como, por exemplo, pontualidade. Jamais se atrase para uma entrevista de emprego, para a aula ou para um encontro.

5 – Aliás, em qualquer encontro é bem possível que, mesmo o australiano estando em trajes finos, coma com as mãos. É um hábito muito comum por aqui.

6 – E não estranhe se depois de qualquer refeição eles não escovarem os dentes. Aqui na Austrália é normal escovar apenas antes de dormir. E eles ainda acham estranho quando nós, latino-americanos, fazemos isso.

7 – Outro hábito muito estranho, e nada recomendável, é não lavar as frutas ou legumes antes de comê-los.

8 – Por falar em comida, as marcas de produtos que são vendidas por aqui são tão engraçadas que valem uma matéria só sobre isso (veja as fotos).

9 – Bebidas. Na Austrália é proibida a venda de bebida alcoólica para quem já está bêbado. Se o barman ou o garçom perceber que o cliente está embriagado e continuar vendendo, ele será multado. E a lei vai além: se algo acontecer com o bêbado, como entrar em coma alcoólico e morrer, o funcionário e o bar podem ser responsabilizados.

10 – Ainda assim é muito comum ver pessoas embriagadas nas ruas, principalmente de madrugada. A embriaguez tem sido causa de muitas brigas e mortes de jovens, a ponto de preocupar as autoridades. Por isso qualquer pessoa que queira trabalhar com a venda de bebidas tem que fazer um curso chamado RSA (Responsible Service of Alcohol) só para saber de todos esses “detalhes”.

11 – Outra bizarrice é ver pessoas descalças na rua. Tudo bem de vez em quando, retirá-lo saindo de uma balada porque estava apertado ou dançou muito. Porém, aqui se vê isso na rua durante o dia. Não me pergunte como eles não queimam as solas dos pés.

manchas-pele

Foto: Wodumedia.com

12 – Um lapso arriscado dos australianos é não dar bola para o sol escaldante do país. É mais comum ver australianos queimados de sol do que os estrangeiros, que geralmente tomam todas as precauções. Não à toa, a Austrália tem o maior índice de incidência de câncer de pele do mundo.

13 – Já os biquínis daqui parecem que são feitos para pessoas idosas por causa dos modelos largos. Biquínis como os que vemos no Brasil são raríssimos por aqui. Fio dental, então, nem pensar.

14 – Em contraste a isso, as “garotas” de 12 a 45 anos utilizam os mesmos modelos de vestidos. É claro que não podemos generalizar, mas aqui não há muita distinção de estilo. E a preferência da maioria, independentemente da idade, é o vestido bem curto, mesmo no inverno. Dá para ver que as coxas estão até roxas de tanto frio, mas as australianas não estão nem aí. Pelo visto não é só no Brasil que existe “periguete”.

bota-ugg

Foto: zimbio.com

15 – Uma bota australiana que faz muito sucesso é a UGG Boots (que eu carinhosamente renomeei UGLY Boots, porque elas são muito feias), mas o pior é a combinação entre esse tipo de bota e vestido.

16 – Na Austrália não há animais de rua. A maioria dos animais domésticos tem identificação para devolução ao dono em caso de fuga. Mas se a fuga acontecer sucessivas vezes o dono receberá uma multa por abandono. O coitadinho do cachorro ou gato que não tiver identificação vira “sabão” na Austrália.

17 – Além das fechaduras das portas abrirem para o lado contrário, outro problema é que as portas das escadas que dão para o saguão dos prédios geralmente não abrem de fora pra dentro. Então, mesmo que você queira ir ao primeiro andar, você é obrigado a pegar o elevador. Que mundo de sedentários.

18 – Falando em sedentarismo, aqui na Austrália o fast food reina. É possível encontrar Mc Donands, KFC, Hungry Jacks e outras franquias se repetindo a cada dois quarteirões. E isso não é exagero.

19 – E não é incomum dividir calçadas com as motos, já que aqui em Melbourne elas são estacionadas onde os pedestres passam.

20 – Se você pensa em se casar na Austrália, o comum é se casar de dia e não de noite. E chega de briga entre as madrinhas para ver qual delas deve usar o vestido vermelho ou roxo, aqui todas as elas usam vestidos idênticos.

Advertisements

8 thoughts on “20 bizarrices australianas

  1. Oi flor! Uma maozinha p/ te ajudar esclarecer umas coisas: 1- “mate” `e linguagem bem coloquial, giria na verdade. Significa “chegado”, ou “mermao” no Rio 2: O ensino de outras linguas existe sim e faz parte do curriculo escolar. E varia de area e escola p/ escola. Algumas tem italiano, outras mandarim, etc, dependendo tb da concentracao de imigrantes da area. 3: A graduacao em universidade `e vista como muito importante (em 11 anos vivendo aqui NUNCA conheci uma pessoa q nao tivesse ido `a universidade. Concedo no entanto q a maioria nao trabalha naquilo q se formou mas naquilo q gosta. ESSE `e o luxo ). Mesmo porque eles nao tem q pagar do bolso adiantado e a diferenca de salario p/ nivel universitario `e gritante. Existe um sistema de beneficio (Higher Ed. Contribution Scheme) q paga a maior porcentagen da faculdade p/ depois ser pago de volta em parcelas uma vez q o estudante tem condicoes ( comeca a pagar 4% do salario qdo comeca a ganhar AU$30mil, 8% qdo ganha $60mil…) P/ vc ter uma ideia o salary package anual basico de um chef De Partie (q fez Tafe, nem `e universidade…) `e de AU$55mil (considerado meio mixo…). 5: Que tipo de comida vc diz eles comem c/ as maos? `A parte de coisas q tradicionamente se come c/ a maos (burgers, pizza, comida indiana, etc…) os unicos “australianos” q na minha experiencia comem outras comidas c/ as maos, vem de outras culturas (australianos-indianos por exemplo). 9: Isso da bebida se chama Venda Responsavel de Alcool (nome do curso obrigatorio p/ quem trabalha c/ bebida) e nao acredito q seja uma bizarrice mas apenas isso: responsavel, ja q a pessoa inebriada obviamente nao mais o `e 12: A alta incidencia de cancer de pele aqui se deve muito mais ao fato de que estamos bem embaixo do buraco na camada de ozonio q qualquer outra coisa. A preocupacao `e tanta, de conhecimento geral da populacao e tao comum o cuidado que `e normal ver: cafes c/ areas abertas colocando enormes tubos de protetor solar `a disposicao dos clientes, comerciais independentes encorajando e ressaltando a importancia do uso de nao so protetor solar mas tb chapeu, oculos escuros (que TODO mundo usa, ate crianca) e ate roupas c/ mangas compridas. 16: Fui voluntaria por muito tempo do RSPCA (instituicao que cuida do bem estar animal) e os animais sacrificados sao aqueles q (depois de um bom tempo os donos sendo procurados s/ sucesso) nao passam pelo teste de “personalidade” e saude (sao agressivos e portanto nao podem ser colocados p/ adocao). Em outros estados os cuidados sao ainda maiores Espero q tenha sido de ajuda! Se cuida bela!

    • Obrigada pelos esclarecimentos, mas não concordo com tudo o que vc escreveu. Eu sei que há ensino de outras línguas nas escolas, mas o que eu quis dizer é que eles não sabem porque não aprendem ou esquecem. Pergunte aos australianos se eles lembram o italiano ou o mandarim que aprenderam? Quanto ao ensino superior, eu conheço muuuitos australianos que não fizeram gradução, por isso citei. Claro que não posso generalizar, mas de pelos 20 australianos que conheço, apenas uns 6 ou 7 o fizeram, enquanto que no Brasil, considerado terceiro mundo, em meu círculo de amigos TODOS fizeram. Novamente, não vou generalizar, claro que ainda a grande parte da massa brasileira ainda não tem este privilégio. Já sobre comer com as mãos, morei com alguns australianos em uma homestay e eles empurravam a última garfada com os dedos, não usavam facas. E todos eles são australianos mesmo. Depois disso trabalhei em alguns restaurantes e pude constatar que comem muita coisa com as mãos, lógico que não dá pra comer arroz com as mãos, mas é um hábito que não se pratica com qualquer comida. A venda responsável é muito boa sim, mas acho que infelizmente não funcionaria no Brasil, e chamei de bizarro o conjunto de coisas que vi, mas vc pode dar outro adjetivo se quiser. E concordo com relação ao buraco da camada de ozônio, só não citei isso porque eu já havia escrito em outros dois artigos, mas cansei de ver gente “torrada” de tanto sol mesmo já sabendo deste problema. Com relação ao tratamento de animais, fico feliz que seja desta forma. Obrigada por ler o artigo! Abraço!

  2. Concordo em gênero, número e grau! A Austrália algumas vezes soa extremamente bizarra… Mas acho que é isso que faz ela especial não é?

    Amo e rio o dia inteiro com essas bizarrices…

    Posso adicionar o hábito deles saírem com aqueles pijamas de bichos, homens algumas vezes andarem de saia e as maquiagens das mulheres que parecem verdadeiras barbies ambulantes!

    Ps.: Amo seu blog!

    • Ivan, que bom que você concorda e que não sou só eu que vejo essas estranhices engraçadas. Confesso que tenho que ler mais vezes o seu blog, mas ando tão sem tempo. Obrigada por ler o blog, mas logo estou voltando ao Brasil e vou parar de escrever. Então passo a bola pra você escrever e esclarecer aos brasileiros tantas coisas que acontecem na Austrália. Abraço!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s