Agências: um braço amigo e um atalho contra a burocracia

logo-mais-australiaQuando cheguei a esta cidade enorme confesso que me senti perdida em muitas situações, principalmente com relação à busca por moradia e emprego. Naquele momento eu precisei de muita ajuda, sem a qual dificilmente eu teria ajeitado as coisas tão rapidamente. Essa ajuda veio da agência Mais Austrália, que conheci aqui em Melbourne mesmo.

A minha primeira experiência com a Mais Austrália foi no final do prazo da minha homestay. Eu sabia que precisaria sair, mas não encontrava nenhum lugar para morar. Já estava desesperada porque todos os lugares que procurava eram caros, ou longe de onde eu estudava ou superlotados. Três dias antes de sair da casa de família um amigo brasileiro me indicou a agência.

Dito e feito. Assim que cheguei à Mais Austrália e falei com uma das consultoras, recebi a indicação do lugar perfeito para mim: uma Unilodge (um prédio apenas para estudantes) no centro da cidade e barato (AU$ 580 por mês). Ela agendou a minha visita no mesmo dia e eu consegui fechar o acordo para morar no apartamento em que estou até hoje. Apesar das pequenas “divergências” com as pessoas com quem vim morar (ler neste post), o espaço é muito bom e perto de tudo. (E, acreditem, não precisar de transporte para as locomoções diárias é uma economia e tanto ao final de cada mês!)

Foi também a Mais Austrália que me salvou quando eu estava procurando trabalho. Eles me indicaram os restaurantes e bares que poderiam precisar de garçonete. Entreguei o meu currículo em alguns desses estabelecimentos e logo fui contratada. Sei muito bem que se não houvesse pequenos gestos que me ajudaram a encontrar tudo o que tenho hoje, não sei como eu estaria.

impactPor todos esses motivos, pela tranquilidade e confiança que a Mais Austrália me passou, decidi estender o meu visto com eles e não com a agência que eu tinha contratado no Brasil, quando vim para cá. Foi muito rápido e prático: algumas cópias dos meus documentos encaminhadas pela própria agência à embaixada, e em menos de um mês eu já tinha o visto renovado.

A parte difícil foi escolher entre as escolas (que são muitas) e dosar a relação custo-benefício. Quando eu estava no Brasil escolhi a Fusion (que você pode ler neste post) por ser mais barata, mas logo vi que qualidade não se discute se o seu objetivo for mesmo aprender inglês. Então, desta vez, decidi pela Impact, que é mais cara do que o aluguel do apartamento onde moro, mas vale a pena pela qualidade dos professores, do material escolar e do curso em si. (Em breve escreverei mais sobre a Impact).

Espero que esta matéria sirva como dica para quem precisar de ajuda ao vir fazer seu intercâmbio na Austrália. Contar com pessoas que falam a mesma língua que você (nos dois sentidos, porque na Mais Austrália a maioria dos profissionais são brasileiros e também já sabem do que o intercambista precisa) é essencial para quem não sabe falar inglês muito bem e precisa de uma mãozinha contra qualquer apuro num país distante do seu.

Maiores informações e contato com a agência neste link: http://www.maisaustralia.com/

Advertisements

8 thoughts on “Agências: um braço amigo e um atalho contra a burocracia

  1. Olá! Que legal, esse post com certeza fez muita diferença. Outro dia escrevi para você dizendo que estávamos esperando resposta, mas já está tudo encaminhado e eu e meu namorado estaremos em Melbourne no final de janeiro. Nós estamos fechando tudo com uma agência aqui em Curitiba, e sabemos que eles tem sede na Austrália, mas é sempre bom poder contar com mais contatos, como essa agência que você indicou, pois essa parte de emprego e lugar para ficar realmente me preocupa! No primeiro mês já pagamos o homestay… Mas um mês passa rápido! Obrigada pela dica, pode ter certeza que seu blog está nos ajudando e MUITO a irmos um pouquinho mais preparados para o que está por vir 🙂 Continue postando!

    • Fico feliz que deu certo de vocês arranjarem a viagem para Melbourne. A agência auxilia os estudantes gratuitamente e ofereceu muitas oportunidades para mim, por isso decidi compartilhar essa experiência. Espero poder ajudar sempre. Abraço!

  2. Sem dúvida as agências ajudam, e muito. Eu sou cliente da Ozzy Study Brazil que sempre me ajudou nas 3 cidades que eu já morei na Austrália, já que eles tem agências por toda a Austrália. Todos os meus amigos que quiseram fazer as coisas sem agência por acharem que seria mais barato no fundo se deram mal. Fazer a matricula direto na escola é fácil, mas o suporte da agência faz falta para resolver toda a burocracia de visto, seguro de saúde e etc…Eu recomendo a Ozzy sempre!
    Parabéns pelo Blog, muito legal!

  3. Oi Deise, moro em Melbourne e adoro acomapnhar o seu Blog, mas desse post eu não consigo concordar. Eu detestei a Mais Austrália, são desesperados pra fazer a venda a qualquer custo. As meninas da Ozzy, que agora é West1, que são demais, adoro elas!
    Beijos e continue escrevendo!

    • Muito obrigada pela sua opinião, Débora! Eu não tenho o que reclamar da Mais Austrália, até porquê, mesmo estando aqui no Brasil eles têm me ajudado com o reembolso do TFN e do Superannuation. Continue opinando porque isso ajuda quem está em dúvida também. Abraço!

  4. Deise! Eu tinha perguntado no outro post exatamente sobre isso! Vou visitar a página deles agora. Obrigada! !! 🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s